Banners

1 2 3 4 5

Escovas de dente: um risco à saúde se não forem bem limpas


Cerdas úmidas são o local ideal para a proliferação de micro-organismos que podem causar doenças graves

Protagonistas na hora da higiene bucal, as escovas de dente nem sempre recebem a atenção que merecem, principalmente quando a questão é como armazená-las corretamente, evitando que se tornem um meio de proliferação de vírus, fungos e bactérias. Mesmo cientes de que os germes alojados nas cerdas úmidas são potenciais transmissores de doenças e apesar dos esforços para orientar seus pacientes, muitos profissionais da área médica e odontológica sabem que nenhuma medida é – ou pelo menos não era até recentemente – 100% eficaz para a limpeza das escovas.

De acordo com a cirurgiã-dentista Sandra Duvoisin, os riscos de contaminação a partir de escovas dentais já são comprovados cientificamente, mas a forma ideal de proteger as cerdas está longe de ser consenso. “Na maioria das vezes, as escovas são armazenadas no banheiro, que mesmo sendo o local destinado para a higienização, também é o mais perigoso do ponto de vista da contaminação. As descargas dos vasos sanitários, por exemplo, liberam diferentes tipos de bactérias e coliformes fecais. Essas gotículas contaminadas podem atingir até seis metros de altura e permanecer por horas circulando no ambiente. Imagine a sua escova ali, exposta na pia do banheiro”, diz.

Mesmo que o problema já tenha sido comprovado por pesquisas mundiais e que até as bactérias da flora bucal tenham sua participação na contaminação das cerdas, uma dúvida persiste: como armazenar e limpar corretamente as escovas? Segundo diretrizes de órgãos mundiais de saúde e odontologia, o ideal é lavar as escovas, retirar o excesso de água e armazenar em lugar limpo e seco, na posição vertical e guardadas individualmente, para que não ocorra a contaminação entre elas.

“Foi a partir daí que surgiram tentativas de proteger as escovas, como a invenção, por exemplo, dos estojos e das capinhas para as cerdas. O problema é que as próprias tampinhas plásticas são um risco, já que mantêm as cerdas quentes e úmidas, tornando-as um local ainda mais apropriado para a formação de colônias e proliferação de micro-organismos”, explica a dentista Sandra, lembrando que nenhuma dessas recomendações garante uma escova totalmente livre de contaminação.

Para quem adotou hábitos diários como secar as escovas em toalhas ou com o secador de cabelos ou mesmo passar o dedo nas cerdas para retirar o excesso de água, continua Sandra, a situação fica ainda mais complicada. “Talvez a falta de um protocolo adequado sobre os cuidados com as escovas dentais tenha confundido as pessoas, levando-as a não se preocuparem devidamente com o tema e deixando incompleto o hábito da higiene bucal”, lamenta a dentista.

A boa notícia é que o assunto não precisa mais tirar o sono de dentistas, médicos ou de quem simplesmente sonha em escovar os dentes com uma escova limpa. Desde janeiro, a empresa Tuper, com base em uma pesquisa de doutorado desenvolvida pela dentista Sandra Duvoisin, revolucionou o hábito de limpar a escovação com um método capaz de eliminar 99% dos germes alojados nas cerdas. “O desenvolvimento de um sistema higienizador específico para as cerdas das escovas dentais foi o objetivo da minha tese de doutorado e a Tuper, uma empresa aberta à diversificação, enxergou nesta pesquisa uma oportunidade de mercado, lançando o Buccal Protect. Agora sim estamos cumprindo uma importante função social e de prevenção à saúde”, explica a pesquisadora.



Já à venda para todo o Brasil pelo canal e-commerce (www.buccalprotect.com.br/compreonline), o Sistema Higienizador para Escova Dental Buccal Protect é o único produto capaz de fazer a limpeza efetiva das cerdas e armazenar as escovas adequadamente. É prático de usar, não tem contraindicações e pode ser introduzido no hábito diário de toda a família, incluindo crianças, gestantes e idosos. “Agora ficou fácil manter a escova limpa e protegida, mesmo quando armazenada no banheiro”, comemora Sandra, lembrando que o Sistema Higienizador conta com um líquido para limpeza e um tubo, o Buccal Tube, próprio para o armazenamento das escovas, sem desperdício do produto.

______________

Este post foi desenvolvido pela Assessoria de Imprensa da Tuper.

2 comentários:

  1. Muito legal este produto! Porque de fato, parece que todos os métodos que conhecíamos até hoje são bem falhos né.... Gostei!

    poracasoemcasa.blogspot.com.br

    www.youtube.com/elainedaher

    ResponderExcluir
  2. Nossa, fiquei com nojo da minha escola, rsrs. Mas é verdade o que o post fala, o banheiro é o local menos apropriado pra isso.
    Adorei a dica.
    beijos

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd :@

© Morar a Dois - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Cristina Figueredo.
Tecnologia do Blogger.
http://i61.tinypic.com/4htcw7.png
Posts Relacionados